JaraguaTec blog

GAMES VIRTUAIS

  • 0 Comments
  • 10 de setembro de 2014
  • by Victor Alberto Danich
  • Leave a comment

O Brasil está se consolidando com um dos maiores mercados consumidores de games para mobile assim como um grande produtor de bens virtuais incorporados à rede mundial de computadores. Tal fenômeno pode ser evidenciado pelos 35 milhões de jogadores ativos na internet, transformando o país no quarto maior mercado em número de usuários, apenas atrás dos Estados Unidos, Rússia e Alemanha, de acordo com a pesquisa publicada pela NewZoo Games Market Research, de 2013. Nesse processo de inserção, o Brasil desponta com um bom negócio para os desenvolvedores locais, que estão ganhando um espaço importante entre aqueles que dominam o mercado mundial, entre eles os norte-americanos, chineses, sul-coreanos e japoneses. Seguindo a trilha dessa modalidade de entretenimentos, o Centro de Inovação e Pesquisas Tecnológicas- JaraguaTec, está promovendo uma empresa incubada especializada no desenvolvimento de games virtuais. Estes podem ocupar um espaço importante nas atividades acadêmicas, já que os mesmos comportam aspectos computacionais, e cujas aplicações requerem a adoção de sofisticadas técnicas que na maioria das vezes representam o “estado da arte” dos estudos em Ciência da Computação, principalmente quando se trata de pesquisas vinculadas a Análise e otimização de Algoritmos, Computação Gráfica, Redes de Computadores e Inteligência Artificial, que faz com que tal especificidade se torne uma área fascinante para o desenvolvimento de aplicações técnico-científicas.

A empresa incubada Ápice Entertainment é uma provedora de soluções multimídia e de projetos customizados para o mercado. Seus planos incluem o desenvolvimento e publicação de vários projetos para WEB e PC, posteriormente atuando também com outras plataformas, como os consoles Playstation e Xbox 360. O portfólio da empresa começa com a Coprodução de “ECOTRASH”, em parceria com a Megamundi Entertainment, um filme de animação gráfica com temática ambiental. O projeto está em Fase de Captação de Recursos, via Lei do Audiovisual, e tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2014. Paralelamente, a Ápice veiculou recentemente o jogo PROSCRIPTION, outra coprodução com a Megamundi, uma mistura de FPS com RPG que aborda o surgimento de um gigantesco buraco negro, criado pela explosão de Kanis Majoris, a maior estrela do universo. Trata-se de um jogo 3D comandado por um software especial, pois contém elementos muito variados: módulos de Computação Gráfica, Inteligência Artificial, Redes de Computadores e Multimídia. Paralelamente, a Ápice prepara o lançamento do jogo “Grids Of Destiny – GOD” que é um game que tem a proposta de criar uma hierarquia virtual de Anjos, através da comercialização On-Line de produtos hipoteticamente produzidos com os fios da vida das irmãs Destino, nome sugerido pela mitologia grega. A importância estratégica de incubar empresas especializadas em games virtuais, vem ao encontro do Plano Diretor da Associação Brasileira de Desenvolvedores de Jogos Eletrônicos (Abragames), que divulgou num estudo recente que cerca dos 100 jogos produzidos no Brasil por ano, 43% destes são destinados à exportação. Em 2012, um relatório da consultoria norte-americana SuperData Research estimou que a receita do setor de games sociais no Brasil foi de US$ 165 milhões, podendo chegar a US$ 238 até o final de 2014. Vale a pena apostar na indústria de games que gera por ano no mundo em torno de US$ 60 a 70 bilhões, com crescimento de taxa anual de aproximadamente 10%.

0 Comments