JaraguaTec blog

JaraguaTec finaliza a implantação do modelo CERNE

cabecalho

O Centro de Inovação e Pesquisas Tecnológicas – JaraguaTec, que foi contemplado pelo Convênio Nº 17/12, celebrado entre o Sebrae/SC e sua mantenedora, a Fundação Educacional Regional Jaraguaense – FERJ, com o objetivo de transferência de recursos financeiros de acordo com o Edital Sebrae/Anprotec Nº 01/2011 – CERNE, completou o processo de implantação do modelo destinado a unificar a gestão das incubadoras que fazem parte da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. O modelo CERNE está estruturado em três níveis de abrangência que compreendem o empreendimento, o processo e a incubadora. Estes níveis incluem respectivamente os sistemas relacionados com a operacionalização dos empreendimentos para desenvolverem seus produtos e serviços, acessarem capital e mercado, realizarem a gestão do negócio e promoverem a capacitação dos empreendedores. Os sistemas do processo, por outro lado, focam a prospecção, a geração, desenvolvimento e graduação de empreendimentos inovadores, que viabilizam a transformação de ideias em negócios. No que se refere à incubadora, o foco dos sistemas deste nível é a gestão da mesma como um processo economicamente sustentável, no qual a qualificação, assessoria e seleção possuem uma relação estreita com o desenvolvimento dos empreendimentos, como gestão financeira e manutenção da infraestrutura física e tecnológica. Desse modo, a metodologia Cerne é uma plataforma baseada em boas práticas de gestão para empresas inovadoras que estejam no processo de incubação. O primeiro nível enfoca o empreendimento e inclui 36 práticas, com destaque para cinco aspectos essenciais para o desenvolvimento do negócio: o empreendedor, o produto/tecnologia, acesso ao mercado, acesso ao capital e gestão do empreendimento incubado. O segundo nível foca na incubadora com 12 práticas; o terceiro nas redes de relacionamento com 10 práticas equivalentes e o quarto na melhoria contínua do empreendimento, com quatro práticas. Os próximos passos serão dados pelos gestores das incubadoras, buscando a implementação dessas práticas nos seu dia a dia.

Tal configuração é um passo importante na consolidação do JaraguaTec como uma incubadora pujante num modelo da nova economia, baseado na figura da tríplice hélice, que une governo, universidade e iniciativa privada. A lógica de organização do modelo CERNE está estruturada em função de um sistema no qual a incubadora deve possuir a capacidade de gerar empreendimentos de sucesso, cujos eixos norteadores devem ser produtos e serviços inovadores, a rede de parceiros e a melhoria contínua destes processos. Desse modo, para efetivar sistematicamente estes níveis de atuação, é necessário que a incubadora utilize todos os sistemas para uma gestão focada em resultados. A viabilização dessas premissas encontra-se na consolidação de uma rede de parceiros, com vistas a ampliar a capacidade de sucesso dos empreendimentos apoiados, de forma a reforçar a atuação da incubadora como mais um agente na rede de atores voltados ao desenvolvimento regional. A partir da estrutura organizada desses níveis, a incubadora ganha maturidade para consolidar seu sistema de gestão da inovação, incorporando assim uma dinamicidade que lhe permita contribuir na operacionalização efetiva do modelo auspiciado pelo Sebrae/Anprotec.

0 Comments